Categoria: Literatura

Redação publicitária, jornalismo, storytelling e mídias sociais.

Azulzinho é a cor

Olhou os dedos com as pontas amarelas. Para despistar, lambeu-os. O gosto ainda era bom. Desprevenida, viu o belo rapaz forte à sua frente. O trio regata, short e tênis, não negava: ele rumava para o crossfit pelo qual ela já havia passado. Seu olhar era pra ele, mas o dele não era pra ela,…
Leia mais


24 de janeiro de 2018 0

#DateRuim (Baseado em fatos surreais)

Quando o caso eram relacionamentos, ela tinha lá seus princípios. Entre eles: nada de pagar motel, nem dividir, e fim de papo. – Por quê? – Oras, pagar o motel é passar atestado de baranguice! Me dá a sensação de que eu preciso pagar um homem pra me comer, explicava ela. Dividir a conta, ok,…
Leia mais


8 de novembro de 2017 0

REFLEXÃO

Sabe, hoje eu cansei, mas cansei de um jeito descansado. Explico. Eu cansei de chorar. Finalmente enxuguei as lágrimas e fui me olhar no espelho. Acredita? Eu que sempre tive medo da verdade que ele revela. Eu olhei lá no fundo do meu medo e vi os cabelos brancos, a barriga flácida, o peito murcho……
Leia mais


21 de outubro de 2017 0

SOFÁ DE S2 LUGARES

Hoje eu comprei um sofá novo. Não comprei mais um móvel, que faz par com os quadros, o rack e a tevê, não, mas meu aconchego. Companhia das noites frias, em casa, vendo um filme. Inseparável quando eu estiver lendo um livro, ou vivendo um romance. Não um sofá como outro qualquer. Quando o vi,…
Leia mais


21 de outubro de 2017 0

É O CALÇADO QUE ME CALÇA OU EU QUE O USO?

Quando era adolescente, imaginava que quando usasse sapatos como esses é porque eu seria uma grande mulher. Pensava que só com uma personalidade majestosa, que fizesse me destacar em meio à multidão, para prescindir da altura que o salto alto me dava (baixinha!), e sem necessitar pisar em ninguém para chegar lá. Hoje me lembrei…
Leia mais


5 de março de 2017 0

El comandante

Cresci com o quadro de um homem barbudo na sala de casa. Acompanhava-o na moldura não sua frase mais famosa, mas “Hasta la victoria siempre”. Só anos mais tarde descobri quem era aquela figura, junto com livros e recortes de jornal do meu pai sobre a revolução cubana. Minha memória adolescente guardou uma das passagens:…
Leia mais


27 de novembro de 2016 0

Adelaide

Eu me vejo em você, amiga. – Om Tare Tam Soha. – Lembra quando a gente se conheceu? Você escrevia e eu também.  Sabe, tinha um texto seu, um depoimento do Orkut que eu adorava, me definia tão bem… – Ha! Lilica. – Isso, Lilica sapeca, levada da breca. Para de ser Alice um pouco…
Leia mais


25 de novembro de 2016 0

De repente, eu paro. Não por que não haja algo a ser feito; sempre há. Mas eu paro e escuto. Não ouço os barulhos da rua, nem o miado do meu gato, ou meu filho e suas constantes queixas, que é mais um bem-querer juvenil. Eu paro e escuto… a mim mesma. Ouço as batidas…
Leia mais


7 de julho de 2016 0

O primeiro sexo

Ontem eu sofri assédio, você sabe como é isso. Eu queria te contar, na verdade, queria mesmo era desabafar contigo. Na hora, eu me peguei pensando se eu tinha provocado o que aconteceu. Se minhas roupas tinham passado uma mensagem errada, talvez a maquiagem, meus gestos ou palavras. Bobagem, eu sei. Com o frio que…
Leia mais


20 de junho de 2016 0